Nossos Contatos

(21) 3899-8805 | (21) 99292-7786

[email protected]

Atendimento: 8h às 18h

Sistema de segurança residencial: como estruturar

A preocupação com a segurança é uma constante em nossa sociedade. Basta uma folheada no jornal para ter acesso a inúmeros casos de violência urbana e, nesse contexto, investir num sistema de segurança residencial pode ser a melhor escolha.

Durante a pandemia, todos tivemos que enfrentar um período de reclusão devido às medidas de isolamento social. Isso acabou reformulando o modo como nos relacionamos com o ambiente doméstico. Hoje, damos muito mais importância a estar em um ambiente seguro — e é aí que a tecnologia pode ajudar!

Um bom sistema de segurança residencial é útil em diversas situações, seja para proteger casas de veraneio que ficam vazias por vários meses, seja para defender a residência durante viagens de férias ou até mesmo no cotidiano, para proteger a casa enquanto o morador está trabalhando. 

E engana-se quem pensa que esse é um investimento inviável para a maioria das pessoas: na verdade, os preços variam de acordo com o orçamento disponível e às necessidades de cada residência.

Quer saber exatamente o que é o sistema de segurança residencial e entender como estruturá-lo para garantir um lar bem protegido? Neste post, nós explicaremos tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

O que é um sistema de segurança residencial?

Um sistema de segurança residencial é um projeto completo que visa potencializar a proteção de uma residência, lançando mão de diferentes equipamentos, tecnologias e recursos de segurança que defendem a casa e seus moradores.

Algumas das soluções de segurança que podem fazer parte de um sistema de segurança residencial são câmeras de vigilância, sistemas de alarme, porteiro eletrônico, sensores de presença, interfones, portões automáticos, fechadura eletrônica, entre outras.

Em conjunto, todos esses aparatos permitem realizar o controle de acesso à casa, o monitoramento em tempo real das dependências e o sistema de alarmes. Assim, dão conta de vigiar e controlar as entradas e saídas, detectar qualquer anormalidade e intervir emitindo um aviso imediato caso ocorra invasão.

A grande vantagem é que os equipamentos e as tecnologias de segurança residencial são perfeitamente integráveis entre si e contam com acesso à internet via Wi-Fi. Assim, o morador consegue monitorar o que acontece em sua casa a qualquer momento, usando o celular.

Algumas soluções possuem a funcionalidade de enviar notificações diretamente ao seu smartphone se o sistema identificar movimentações estranhas. Isso aumenta ainda mais a sensação de segurança e oferece a tranquilidade de saber que seu lar está protegido.

Vale ressaltar que é preciso realizar um planejamento rigoroso para implementar um sistema como esse, já que há vários fatores interligados e as soluções devem ser adotadas conforme a especificidade de cada residência.  Por isso, o sistema de segurança residencial deve ser planejado de forma personalizada, de acordo com a necessidade e o orçamento disponível.

Dica: Empresa de segurança eletrônica: o que é e por que investir?

Quais os objetivos do sistema de segurança residencial?

É muito mais simples e menos traumático evitar furtos, assaltos, invasões e outros incidentes do que ter que lidar com situações violentas depois que elas já ocorreram. Por isso, o sistema de segurança residencial se baseia na segurança preventiva.

Na prática, isso quer dizer que a prioridade do sistema de segurança residencial é prevenir ocorrências, e as tecnologias e soluções adotadas têm efeito de inibir ações criminosas, dissuadindo contraventores de cometer qualquer delito por medo de serem flagrados no ato.

Além de coibir ações ilegais, o sistema de segurança residencial também permite identificar acessos indevidos ou qualquer situação fora do comum, alertar sobre a ocorrência e registrar imagens que podem ser usadas como evidências em futuras investigações.

Como estruturar um sistema de segurança residencial?

A primeira coisa que precisamos deixar clara é que não existe uma solução ideal. Cada casa ou apartamento tem suas particularidades, e é preciso se atentar a esses fatores para um bom planejamento e implementação de um sistema de segurança residencial. 

Na hora de planejar e estruturar, deve-se seguir os passos abaixo:

Analisar a estrutura física da residência

A primeira coisa a se fazer é fazer um levantamento de todas as entradas e saídas da residência, checando corredores, garagens, portões, muros, janelas e qualquer tipo de passagem. Verifique todas as vias de acesso e confirme se não existem brechas para uma entrada sorrateira.

Verificar a rotina dos moradores

Outro ponto importante é analisar os hábitos e a rotina dos moradores da casa. Por exemplo, é preciso ter em consideração o número de pessoas que ali residem, quantas pessoas costumam frequentar a casa, se trabalham fora ou em regime de home-office e quantas horas por dia passam longe de casa.

Também deve-se levar em conta se o local é habitado durante o ano todo ou se só recebe visitantes nas férias, ou até mesmo se os moradores viajam com frequência, deixando a casa vazia em alguns períodos.

Identificar os possíveis riscos à residência

Depois de identificar todas as vias de acesso e mapear a rotina dos moradores, fica mais fácil antever os pontos fracos da residência e perceber ameaças em potencial. Entendendo os riscos e os pontos críticos, é possível definir com clareza as ações de segurança residencial que devem ser tomadas.

Dica: Segurança corporativa: o que é e como estruturar na empresa? 

Contratar uma empresa de segurança privada

A maneira mais simples e efetiva de garantir a segurança de sua casa é contratar uma boa empresa de segurança privada, que terá a expertise necessária para identificar suas necessidades e estruturar um sistema de segurança residencial eficiente.

Na hora de fazer essa escolha, é importante verificar se a empresa de segurança contratada tem experiência e uma boa reputação no mercado, e se conta com profissionais treinados e qualificados para o serviço.  

Além disso, procure saber se a companhia está atualizada em relação às inovações do setor e faz uso das tecnologias mais recentes para oferecer o mais alto nível de segurança para sua casa.

A Magna Vigilância cumpre todos os requisitos dessa lista e tem um sistema de segurança residencial eficiente para proteger seu lar. Nós atuamos no setor de segurança privada desde 2010 e fornecemos as melhores soluções, com tecnologia de ponta para prestar um serviço de excelência.

Se você se interessou pelo sistema de segurança residencial que oferecemos e quer saber como contratar, entre em contato e peça um orçamento!

Gostou deste Artigo? Então compartilhe:

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on linkedin
Compartilhar no Linkedin
Share on pinterest
Compartilhar no Pinterest

Deixe seu Comentário: