Nossos Contatos

(21) 3899-8805 | (21) 99292-7786

[email protected]

Atendimento: 8h às 18h

Segurança pessoal privada: entenda como funciona

Devido ao aumento dos índices de violência, tem aumentado também a demanda por serviços de segurança privada, não só patrimonial, mas também pessoal. A segurança pessoal privada é aquela contratada para prezar pela proteção de pessoas públicas e executivos, tais como autoridades jurídicas e governamentais, personalidades conhecidas, artistas famosos ou mesmo seus familiares e amigos próximos. O serviço é realizado por profissionais especializados em segurança, que devem ter a qualificação técnica exigida em âmbito legal.

A segurança pessoal privada se faz necessária pois pessoas que possuem ampla exposição na sociedade, seja pela relevância dos cargos que ocupam, seja pelo trabalho que desenvolvem em diferentes áreas do conhecimento, ou pela elevada condição financeira, são alvos fáceis para assaltantes e sequestradores. 

Na hora de contratar, é importante conhecer os procedimentos adotados pela prestadora de serviço, bem como se certificar de que ela preza pelo respeito ao sigilo, e que está  em conformidade com as condições que a legislação brasileira determina. 

Entenda melhor o que é segurança pessoal privada e como contratar ao longo deste artigo.

Funções da segurança pessoal privada

A segurança pessoal privada tem por finalidade proteger a integridade de uma pessoa de maneira específica. Dentre as suas funções, destacam-se:

  • acompanhamento das autoridades e personalidades públicas em situações em que é necessária a atenção à segurança pessoal; 
  • participação em viagens para garantir a integridade da pessoa escoltada;
  • planejamento de rotas e pontos de apoio, prevenindo-se contra ameaças;
  • fiscalização da manutenção de veículos, de equipamentos, e de sistemas de comunicação, verificando as condições ideais para seu uso;
  • execução da agenda dos clientes;
  • manter o sigilo em relação aos trajetos, assim como aos hábitos e horários do contratante;
  • prevenção contra a ocorrência de ameaças;
  • neutralização das condições de risco;
  • posicionar-se com discrição, de acordo com as exigências da função;
  • preenchimento de relatórios;
  • controle de acesso de pessoas e veículos;
  • manter vigilância, identificando movimentações suspeitas;
  • realização de rondas motorizadas;
  • comunicação efetiva em caso de suspeitas; 
  • atendimento ao cliente, de forma cortês e educada;
  • manter-se atento a toda movimentação nos ambientes;
  • transmitir sensação de segurança à pessoa escoltada.

Qual é a importância da segurança pessoal privada?

A segurança pessoal é extremamente importante para a proteção de pessoas sujeitas a riscos de ameaças inesperadas ou tentativas de sequestro. As pessoas públicas, por exemplo, estão expostas por ocuparem cargos de relevância na sociedade, o que pode atrair a atenção de pessoas mal-intencionadas. 

Também as personalidades, pessoas que se destacaram em alguma área do conhecimento e se tornaram muito famosas, estão sujeitas a tentativas de sequestro ou roubo, devido à imagem de poder que transmitem ao público em geral. As pessoas que possuem algum laço de afinidade, seja de parentesco ou de amizade, com alguém considerado uma personalidade também podem servir ao interesse de algum criminoso, sendo ameaçadas em sua integridade. 

Em menor escala, podemos encontrar pessoas ameaçadas por questões políticas ou por envolvimento em vazamento de dados sigilosos, como, por exemplo, o analista de sistemas Edward Snowden, no caso da organização WikiLeaks.

A segurança pessoal oferece uma série de serviços com foco na proteção e manutenção da segurança dessas pessoas, que são executados pelo VSPP. Esse profissional acompanha o cliente, agindo de maneira preventiva, de forma a proteger a pessoa contra qualquer tipo de tentativa de ação que possa comprometer a sua integridade. 

Quem pode fazer a segurança pessoal no Brasil

A segurança pessoal pode ser efetuada por agentes de segurança pública, como policiais militares e civis dos Estados, Polícia Federal ou Rodoviária Federal e Polícia Legislativa ou Penal; também pelos agentes das Forças Armadas – Marinha, Exército e Aeronáutica, mediante determinação judicial; assim como por empresas de segurança privada

As empresas devem ter a devida autorização da Polícia Federal para o pleno funcionamento, e seus profissionais devem ter a formação no curso de vigilantes, realizado por uma escola que detenha as autorizações necessárias.

Quais são os requisitos para atuar como segurança pessoal

A legislação brasileira, no artigo 155 da Portaria 3.233 de 2012, prevê que, para atuar como VSPP, o profissional da segurança pessoal deve: 

I – ser brasileiro, nato ou naturalizado;

II – ter idade mínima de vinte e um anos;

III – ter instrução correspondente à quarta série do ensino fundamental;

IV – ter sido aprovado em curso de formação de vigilante, realizado por

empresa de curso de formação devidamente autorizada;

V – ter sido aprovado em exames de saúde e de aptidão psicológica;

VI – ter idoneidade comprovada mediante a apresentação de certidões negativas

de antecedentes criminais, sem registros de indiciamento em inquérito policial, de estar sendo processado criminalmente ou ter sido condenado em processo criminal de onde reside, bem como do local em que é realizado o curso de formação, reciclagem ou extensão: da Justiça Federal; da Justiça Estadual ou do Distrito Federal; da Justiça Militar Federal; da Justiça Militar Estadual ou do Distrito Federal e da Justiça Eleitoral;

VII – estar quite com as obrigações eleitorais e militares;

VIII – possuir registro no Cadastro de Pessoas Físicas.

Além do que é previsto na legislação, é desejável que um segurança pessoal privado possua CNH para carro e/ou moto, tenha domínio das técnicas de imobilização e defesa pessoal, tenha habilidade de comunicação verbal e seja discreto.

Cuidados antes de contratar 

Antes de contratar os serviços de uma empresa especializada em segurança pessoal, é importante observar se a instituição preenche todas as exigências legais. Assim, procure observar:

  • se a empresa está devidamente autorizada para o funcionamento, bem como para a prestação do serviço, por meio das licenças da Polícia Federal;
  • se a empresa possui ampla experiência de mercado;
  • se a empresa possui referências que atestem a qualidade do atendimento e do serviço;
  • se a empresa dispõe de estrutura adequada para oferecer serviços com qualidade;
  • se o treinamento dos agentes da empresa se enquadra nos parâmetros estipulados em lei;
  • se a empresa cumpre  com as obrigações trabalhistas em relação aos seus colaboradores;
  • se ela está em situação regular junto à Receita Federal;
  • se a prestadora de serviço conta e disponibiliza equipamentos tecnológicos para otimizar os serviços;
  • se a empresa possui os armamentos necessários para a segurança pessoal eficaz; 
  • se o preço cobrado pela prestação do serviço está em conformidade com os valores praticados no mercado;
  • se o contrato de prestação do serviço atende a todas as demandas solicitadas pelo contratante.

Conclusão 

Para garantir uma segurança pessoal eficiente e livre de riscos, é fundamental contratar uma empresa especializada e que possui ampla expertise no setor de segurança privada. Os agentes de segurança da empresa da Magna são altamente especializados, estando preparados para atender as mais variadas demandas com foco na excelência. 

A Magna treina e capacita seus agentes seguindo todos os protocolos estabelecidos em lei, além de promover o aprimoramento contínuo de seus colaboradores. Os equipamentos de segurança e os meios de comunicação são os mais modernos do mercado, para garantir todo o sigilo e confiabilidade. 

A Magna Segurança também elabora o plano de segurança com base em estudo preliminar, para que a segurança pessoal atue de maneira preventiva, com ação estratégica e eficaz. Entre em contato e agende uma conversa conosco.

Gostou deste Artigo? Então compartilhe:

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on linkedin
Compartilhar no Linkedin
Share on pinterest
Compartilhar no Pinterest

Deixe seu Comentário: