Nossos Contatos

(21) 3899-8805 | (21) 99292-7786

[email protected]

Atendimento: 8h às 18h

Sistema CFTV: o que é e para que serve?

A ocorrência de ações violentas tem se tornado cada vez mais frequente, especialmente nas grandes cidades. A sensação de insegurança vem atingindo níveis maiores com o passar dos anos, e a busca por soluções eficazes de segurança é a alternativa adotada por ambientes empresariais e residenciais. 

Nesse sentido, as câmeras de vigilância surgem como ferramentas mais efetivas para a promoção da sensação de segurança. Com o avanço das técnicas e a inovação tecnológica, as câmeras evoluíram e hoje existe uma gama de modelos disponíveis no mercado, adaptados a várias necessidades e para uso em diferentes ambientes. Tanto que já é possível encontrar esses aparelhos em locais públicos, como parques e praças, e até mesmo em meios de transporte, como metrô e ônibus. 

A presença das câmeras de segurança é eficiente para inibir a ação de criminosos e o vandalismo contra o patrimônio. Assim, o sistema de videomonitoramento, conhecido como CFTV, se consolidou como a melhor estratégia de segurança. Além de proteger pessoas e seus patrimônios, o CFTV também contribui para o aumento da segurança pública e auxilia na investigação de infrações de trânsito. 

É uma solução com múltiplas vantagens, por isso a Magna Segurança traz informações atualizadas sobre o CFTV e todas as suas funcionalidades. 

O que é um sistema CFTV

O CFTV é um sistema de monitoramento a partir de um circuito fechado de câmeras. Ele é usado para o melhor controle da vigilância e para a garantia da segurança, seja em ambientes residenciais, seja em empresariais. 

O sistema capta as imagens em câmeras digitais ou analógicas, que depois são transmitidas via monitores em conexão com uma rede central. As câmeras podem variar, de acordo com o tipo de uso, para melhor atender as necessidades do ambiente. 

Formado por um conjunto que inclui áudio, imagem, cabeamento e armazenamento, o CFTV é uma alternativa bastante eficaz para quem não abre mão da segurança em todos os momentos. 

Dica: Portaria remota: o que é e como funciona?

A evolução do CFTV

Os primeiros sistemas em CFTV realizavam o videomonitoramento por meio do modelo analógico, que ainda é utilizado, devido ao menor custo. Surgiram no contexto da Segunda Guerra Mundial, para a transmissão remota de imagens do lançamento de mísseis. 

Sistema Analógico x IP

As câmeras são ligadas aos dispositivos de vídeo pelos cabos coaxiais, que transmitem o sinal, permitindo o envio das imagens. Porém, hoje, já existe outra tecnologia, chamada IP, em que a conexão com o sistema é totalmente digital, sem o uso de cabos. No IP, as imagens geradas possuem alta definição e as câmeras efetuam a transmissão dos dados de voz e vídeo a partir da rede de internet. 

Apesar das mudanças entre os dois sistemas, o analógico ainda é competitivo, pois as imagens podem ser visualizadas com resolução satisfatória. Com a substituição das fitas VHS pelos HDs, e com o desenvolvimento de câmeras mais eficientes, a perda de qualidade entre o analógico e o IP tem sido resolvida por meio de sistemas de CFTV híbridos, em que as câmeras analógicas captam as imagens, mas com gravação em qualidade digital. Ainda assim, a tendência do mercado é oferecer apenas o sistema IP, com imagens em alta resolução, o que agiliza a identificação das pessoas. 

Capacidade de armazenamento

Os primeiros sistemas de CFTV desenvolvidos tinham pouco espaço de armazenamento disponível. A tecnologia digital proporcionou um salto em comparação aos antigos sistemas, pois hoje existe uma série de dispositivos com capacidade de armazenamento de dados cada vez maior

Essa capacidade é muito importante em sistemas CFTV, já que, quanto mais câmeras instaladas, maior a quantidade de dados a serem gravados. Também a qualidade das imagens influencia no seu arquivamento, pois imagens em alta definição ocupam maior espaço nos equipamentos. 

O tempo de armazenamento das imagens no sistema é outro ponto a ser observado, uma vez que, com o passar dos dias, o HD pode ficar totalmente ocupado, devendo ser realizada a manutenção e o arquivamento de parte do acervo em outros aparelhos. 

Como funciona um circuito fechado de TV

O CFTV funciona de acordo com um processo de transmissão. As câmeras realizam a captação das imagens, que são disponibilizadas em telas de TV na central de controle. É possível configurar o sistema para apenas exibir ou gravar o registro das imagens. 

Para que o CFTV se mantenha sempre em funcionamento, é importante observar a fonte de alimentação. A partir do uso de um nobreak, é possível ter energia à disposição do sistema, mesmo que o fornecimento de energia elétrica seja interrompido. 

Outro detalhe é a capacidade do sinal, que pode ser mantida por meio de um conector de cabo de vídeo de qualidade. Completando o sistema, o uso de um gravador digital para o armazenamento das imagens é essencial para o acesso ao que foi gravado. 

Quais são os tipos de CFTV 

CFTV analógico

No CFTV analógico, as imagens gravadas são armazenadas em fitas magnéticas nos time-lapses, que são os gravadores de vídeos semelhantes aos videocassetes. As imagens também são exibidas em monitores na central de controle, que efetua a vigilância do ambiente. 

Como vimos, essa tecnologia está sendo substituída pelo IP, pois, hoje, os sistemas analógicos já se tornaram híbridos, sem o uso da gravação em fitas, mas por meio de modelos digitais de gravação. Nesse formato, as imagens podem ser acessadas a partir de dispositivos como smartphones e computadores conectados à internet.   

CFTV IP

O CFTV IP é a inovação dos sistemas de monitoramento remoto, que realizam a transmissão dos dados em formato de voz e vídeo por meio da internet. Captura imagens em alta definição, que permitem maior agilidade e confiança na identificação de criminosos ou suspeitos. 

As câmeras com tecnologia IP possuem acesso direto à internet, sem que seja preciso transmitir as imagens à central para depois serem visualizadas. Com isso, o acesso pode ser feito também via smartphones, tablets e monitores do tipo HD, Full HD ou ainda em 4K. 

O sistema digital confere maior agilidade e flexibilidade na gestão das imagens, fazendo com que a segurança adquira mais eficiência, quando comparado ao sistema analógico. 

Qual é a importância de um CFTV 

A segurança é um fator primordial para a qualidade de vida, e os riscos em torno da segurança das pessoas e dos seus patrimônios vêm aumentando ano após ano. Por isso, é importante investir em um sistema de monitoramento CFTV, que oferece maior proteção na inibição de crimes, afastando as tentativas de assaltos ou de danos ao patrimônio

O CFTV permite ainda o controle de acesso, evitando a entrada de pessoas mal-intencionadas nos diferentes ambientes. É útil também para o monitoramento de atividades, sem que seja necessária a presença física de um supervisor. Com o CFTV, há uma inibição das tentativas de ações ilícitas, pois as imagens são uma prova eficaz para o enquadramento de crimes na lei. Assim, o sistema é altamente recomendado tanto para empresas como para residências.

Quais os benefícios de um CFTV 

Além de promover segurança a pessoas e patrimônios, o CFTV é uma forma de apoio aos serviços de segurança pública, que podem investigar desde a ação de criminosos a infrações de trânsito, bem como atos de violência e vandalismo em via pública. 

Com o auxílio das imagens, as investigações da polícia tornam-se mais rápidas, trazendo redução da impunidade. Uma outra vantagem trazida pelo CFTV é o auxílio de empresas e seus colaboradores em ações trabalhistas. Como funciona durante todo o dia, o sistema pode captar as imagens que demonstram se a falha em uma operação deve ser atribuída à empresa ou ao empregado, denunciando a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) ou o cometimento de imperícias. 

Também é possível identificar os desvios de materiais, em que as imagens provam o ato, e o infrator não tem meios para discutir a ausência de culpa.

Dica: Como escolher a empresa de vigilância ideal?

Conclusão 

Sem dúvida, o CFTV é uma alternativa com múltiplas vantagens para a maior proteção de empresas e residências. Mas é importante contar com os serviços de uma empresa especializada, que possui o know-how para melhor definir o projeto de implantação do seu sistema. Além disso, é preciso ter o domínio técnico para a instalação eficaz de todo o sistema. 

A Magna Segurança possui a expertise para garantir a integridade e a proteção de pessoas e patrimônios. A empresa oferece as melhores soluções tecnológicas em sistemas de videomonitoramento, com a garantia de alto nível. Por meio do desenvolvimento de um plano de segurança, a Magna faz toda a análise preliminar e identifica os riscos e as vulnerabilidades do ambiente, estabelecendo as estratégias de proteção que melhor atendem a sua demanda. 

Com profissionais altamente especializados, a Magna é sinônimo de confiança em serviços de segurança com inovação tecnológica. A sua proteção é o nosso maior patrimônio, agende seu horário e solicite um orçamento.

Gostou deste Artigo? Então compartilhe:

Share on facebook
Compartilhar no Facebook
Share on twitter
Compartilhar no Twitter
Share on linkedin
Compartilhar no Linkedin
Share on pinterest
Compartilhar no Pinterest

Deixe seu Comentário: